REFORMA INTIMA



Ficar martirizando-se pelos equívocos cometidos é pura perda  de tempo e energia. Não acrescenta nada. Seguir em frente  e procurar não cometer os mesmos erros. Somos humanos estamos em fase de evolução cometer equivoco, faz parte do aprendizado, errando a gente aprende pela dor, na próxima oportunidade refletir  e evitar cair na mesma situação. Agir  com sabedoria!







Buscar a reforma intima é o inicio de uma grande jornada consciente.

É acreditar na evolução.

Acreditar que é possível mudar e criar um universo de paz e serenidade dentro de nós.

Você quer percorrer este caminho?

Quer ?

Então comece agora, que todo o universo vai conspirar a seu favor.

Boa jornada, saiba que junto contigo irá também uma legião de anjos, mas acredite eles não vão interferir, mas com certeza vão estar com você, te fortalecendo e te encorajando a prosseguir. 

Seja como água do rio que sempre esta em movimento e diante dos obstáculos contorne.







REFORMA ÍNTIMA OU EDUCAÇÃO INTERIOR?








“CONHECE-TE A TI MESMO”


“Conhece-te a ti mesmo e conhecerás o Universo e os deuses”











A frase acima, atribuída ao filósofo Sócrates, foi escrita no templo de Apolo em Delfos; atravessou o tempo imutável e ainda chama os homens ao autoconhecimento.




Esta mesma convocação muito usada nos centros espíritas ainda é incompreensível para até pessoas de medianos conhecimentos.




O que Sócrates queria dizer? Como conhecer a nós mesmos? Olhando no espelho? Como posso conhecer o Universo e os deuses, conhecendo a mim mesmo?


Os ouvintes captam a frase, sabem que é importante, mas não mudam nada em si porque não entendem


como processa-se esta sábia orientação.








Como nascemos com o rol completo de sentimentos e mais, tudo que nossa mente processa, nada mais óbvio que passar a estudar, analisar e entender tudo que se passa em nosso interior, seja em forma de sentimentos, seja pensamentos.


Quando estivermos sentindo raiva de alguma coisa ou alguém, paremos para pensar o motivo desta raiva, o porquê das coisas de fora estão nos incomodando por dentro. O método de analisar tudo que sentimos e pensamos nos levará ao caminho da conscientização do que somos.


Você é aquilo que sente e aquilo que pensa.


Mas sabe realmente o que sente, por que sente e o que pensa?


Dando um exemplo de auto-análise para o conhecimento interior. Trabalhamos num escritório, numa associação, num centro espírita ou outro religioso. Damos tudo de nós, nos esforçamos o melhor possível para desempenhar nossa tarefa nestes locais, mas vem uma pessoa que pouco ou nada fez e recebe um cargo superior ao nosso passando na nossa frente. O que acontece?


Revoltamo-nos, ficamos indignados porque ninguém viu nosso esforço, o sacrifício que tivermos que fazer para cumprir nosso dever, ninguém reparou no nosso valor aí vem à revolta, mesmo não manifestada exteriormente.


Então passamos a analisar este sentimento de revolta, frustração e indignação. Avaliemos se nosso esforço foi para receber elogios e promoções ou para cumprir nossa obrigação com lealdade. O valor que sabemos que possuímos é para nos projetarmos no mundo ou para satisfação de nós mesmos?


Ou então, temos aquele sentimento de inferioridade pensando que somos um nada, nada valemos e nada somos porque não recebemos a recompensa devida. Tanto a revolta quanto o sentimento de inferioridade são ambos negativos que devemos alterar.


O ideal seria pensar: “fiz o melhor possível, dei tudo de mim, sei que tenho valor, mas se o mundo não viu, não valorizou ou me recompensou, não importa porque sei que tenho valor, o meu bem estar interior me recompensa e Deus sabe. Isto é o principal. Sabemos que o mundo é uma escola onde recebemos lições para absorver, então, tudo vem para nosso aprendizado.


Não nos tornamos melhor para receber elogios, recompensas ou promoção material ou espiritual. Fazer o melhor, dar o melhor, sentir o melhor é apenas o caminho para nossa felicidade.


Notamos que as pessoas espiritualmente elevadas não buscam recompensas externas, nem elogios, apenas são felizes consigo mesmas. O principal: são criaturas alegres e nada de fora altera esta alegria interior.


O autoconhecimento fará com que passamos a sofrer menos com tudo que acontece em nossa volta. Passamos a nos defender da negatividade do mundo com as defesas internas. Estas defesas se chamam: satisfação pessoal, amor por si mesmo e consciência tranquila. Mais do que tudo, a maior defesa é realmente o amor que ampliamos em nosso coração; quando amamos tudo se torna mais fácil e ameno.


O autoconhecimento tem que vir junto com o sentimento de amor, amor, principalmente, por nós mesmos.


Somos filhos de Deus, somos deuses!

Recebi este mensagem por email achei que vale a pena compartilhar este texto com todos vocês.

A reforma íntima é a avaliação do nosso eu, é uma balanço das nossas atitudes e uma vontade enorme de mudar para melhor, é elevar-se na condição humana deixando de ser egocêntrico o  centro do universo e se tornando altruísta. É trocar atitudes equivocadas que só trazem dores por atitudes corretas, que promovem o bem estar nosso e de quem esta a nossa volta.

meus videos

Loading...