27/11/2010

Rio que eu vi



Eu vi um povo simpático, trabalhador, gentil. Povo que que luta para ganhar o pão de cada dia,  quando ouve um elogio ou a exclamação que linda cidade, fica todo orgulhoso,  que fica triste, quando a gente questiona a violência e tenta de todas as maneiras mostrar o que tem de mais lindo em sua bela cidade, onde a beleza impera Deus foi muito generoso com esta terra.
Povo  pacifico que tem orgulho de sua terra!
Que pena que este povo se deixa dominar pelo mal que não reage que se cala em sua dor.
Saúde a cidade mais bela  está doente,  o  povo está a cada dia perdendo seus direitos; Hospitais públicos sucateados, hospitais sendo fechados, vi  servidores públicos sofrerem com a situação na saúde que  se agrava a cada dia.
Percebi alguns poucos anjos do saber, lutando para esclarecer as pessoas dos seus direitos, brigando por saúde, por atendimento digno a esta população tão massacrada.
Percebi abutres falando de saúde, usando as feridas da cidade para se auto promover.
Vi um povo calado num conformismo sem igual,  perdendo cada dia seus direitos de ir e vir de ter saúde, segurança  e  bem estar.
Vi abutres começando  fazer faxina na sujeira que eles deixaram acumular.
Vi um muro acrílico contornando a comunidade pobre, numa maquiagem bizarra, numa tentativa  cruel de camuflar ou  disfarçar os constrates. O porquê eu não sei, talvez devido aos grandes eventos que estão para acontecer.
Vi jovens soldados, vi policiais de semblante fechado, cidadões preocupados em alcançar a paz!
Vi um povo que se  cala diante da impossibilidade de ir descansar em paz em suas casas, depois de um longo dia de trabalho, porque os tiros se espalham, vi mães correndo com seus filhos nos braços, entre homens armados até os dentes.
Vi o silêncio,a passividade  diante das atrocidades, dos abutres em cima  dos direitos do povo brasileiro
Vi um povo sedento de saúde, paz e segurança.
Deus queira que este sonho de paz se realize, este povo merece ser livre, ser feliz.
Vi um guia, um  anjo da guarda, disfarçar a preocupação com a possibilidade de tiroteio na linha vermelha, vi o anjo avançar num transito louco a me levar até o aeroporto sã e salva e com a imagem de uma terra linda pacifica na mente, ele  queria vender esta ilusão, porque era imagem que ele queria que eu  levasse na mente, uma cidade  maravilhosa, pacifica, alegre.
Mas levei no coração uma angustia sabendo que o sangue iria pintar as ruas da cidade maravilhosa.
Que os hospitais iriam superlotar e os trabalhadores da saúde, nem para casa poderiam voltar para descansar.
Na minha prece peço que Cristo envolva o povo desta cidade maravilhosa num abraço de luz,   que a  paz e alegria  volte a reinar no Rio.
.

meus videos

Loading...